Enxerto De Pele E De Osso – Como É Feito? Cicatrização. Antes E Depois

Enxerto é o nome atribuído a um transplante de pele. Assim sendo, entende-se por enxerto de pele e de osso a atividade de transplante. Constata-se que o enxerto de pele é o transplante de tecidos e o enxerto de osso é a remoção de uma partícula óssea de uma certa zona do corpo com objetivo de posiciona-la numa outra parte do seu organismo.

Nos dias de hoje, a maioria dos casos de enxerto são de enxerto de pele, contudo, diversas partes do nosso organismo podem precisar dessa metodologia medicinal. Para além do enxerto de pele e de osso sobressaem-se os enxertos de tendões e nervos.

Enxerto de pele e de osso – Como é feito?

enxerto de pele e de osso antes e depois

O enxerto de pele é um método ao qual recorrem pessoas que possuem zonas corporais feridas, é o caso de queimaduras de diferentes graus, cancro e irregularidades de pele. Mas também este procedimento pode ser realizado com finalidades estéticas.

Este tipo de cirurgia medicinal chamado de enxerto traduz-se em duas partes, a doadora e a receptora. A primeira parte é remoção de uma parte da pele do organismo e a segunda parte acontece quando a primeira parte é procrastinada para outra área do corpo.

A textura implantada passa a ter um novo abastecimento sanguíneo, destinando-se a impossibilitar que o fragmento de pele interno esteja em tocamento com o fragmento exterior. Durante este período fica submetido a problemas de desidratação e mesmo de infeção.

Enxerto de pele – passo a passo

  • Ao doente é feita uma anestesia feral ou local, a anestesia varia de caso para caso;
  • É realizado o processo de higienização e limpamento do local receptor;
  • Se por acaso o procedimento denominar-se por autoenxerto, o cirurgião irá remover uma “folha” de pele de uma certa zona da pessoa para aplica-la na parte arruinada do organismo;
  • Por regra, a parte doadora terá que se tampar sem contrariedades. Na zona doadora vai originar-se uma pequena cicatriz;
  • Na zona receptora é feita uma costura com pontos superficiais;
  • No final da operação, o cirurgião aplica um curativo na área trabalhada, o curativo tem por finalidade garantir uma total ligação da pele sobre o região.

No decorrer da operação o enfermo não estará perante qualquer sentimento doloroso, contudo, depois do efeito da anestesia o doente poderá sentir desconforto. Neste caso o profissional especializado vai preceituar medicamentos paliativos.

Veja os tipos de enxerto de pele e de osso que diferenciam de acordo com a origem:

enxerto de pele como é a cicatrização

  • Aloenxerto – Entende-se por aloenxerto quando o procedimento ocorre entre diferentes indivíduos.
  • Autoenxerto – Trata-se de um processo que em que o doador e o receptor é a mesma pessoa.
  • Xenoenxerto – Acontece quando o doador e o receptor são de gêneros diferentes.
  • Isoenxerto – Este tipo de enxerto faz-se entre que são geneticamente equivalentes, é o caso de gêmeos univitelinos.

Enxerto de pele de porco e de peixe

enxerto de pele com pele de peixe

Normalmente o processo de enxerto é realizado em pessoas que ficaram sem grande parte da pele no seu organismo, em razão de queimaduras. O enxerto de pele é mais efetivo quando se consegue uma pele salutífera do seu corpo, em momento em que o autoenxerto de pele é impossível, pode recorrer a pele de um doador ou até um animal. Os animais mais adequados para este tipo de cirurgia é o porco e o peixe.  A pele de porco e a pele de peixe é uma medida temporária cuja duração é de curto prazo, essa pele é aplicada com objetivo de crescer a pele natural.

Enxerto de osso – Como é feito?

enxerto osseo tratamento

O enxerto de osso é uma proposta indicada pelo cirurgião, neste caso trata-se da medicina dentaria. Este método é utilizado antes da realização do implante dentário. Especialmente este método entra em vigor quando o osso da mandíbula é demasiado fino para aguentar com o implante.

O enxerto de osso é uma alternativa para preencher a complicação com a falta óssea alveolar e a atenuação da gengiva.

Enxerto de osso – Passo a passo

O enxerto de pele e de osso começa de maneira igual, com anestesia;

  • Agora o paciente é preparado para a cirurgia;
  • Se no seu caso trata-se de um enxerto autógeno, o cirurgião vai proceder a extração de uma parte do osso de outra parte do organismo do doente.
  • Por fim, o cirurgião procederá ao posicionamento do osso na zona arruinada.

Após o enxerto o implante não é metido de imediato, para que o tal seja possível são necessários meses para que o processo de regeneração seja saudável para o organismo do paciente. Normalmente, este processo tem a duração de seis meses, logo após, o tratamento vai continuar em vigor.

Como o utente encontra-se perante anestesia, não vai sentir qualquer tipo de desconfortabilidade.

O enxerto de pele e de osso é dividido em três classes:

enxerto osseo antes e depois

  • Enxerto xenógeno – Resulta no momento em que a liofilizados e biomateriais de osso são de naturalidade animal.
  • Enxerto autógeno – Acontece quando o osso é removido da mesma pessoa, normalmente da parte da mandíbula.
  • Enxerto alógeno – Ocorre á medida que o osso é natural do banco de ossos.

Enxerto de osso

O enxerto de osso pode ser feito com a utilização do osso do próprio corpo, é exemplo disso o osso removido no decorrer de uma cirurgia de cancro ósseo.

Se o osso implantado no corpo A for do corpo B terá uma durabilidade bastante curta. Contudo, este osso provoca o desenvolvimento de um volume ósseo novo e  também possibilita a criação de uma nova natureza óssea. Saiba também que não há indispensabilidade de recorrer ao uso de imunossupressores depois do transplante ósseo.

Enxerto de pele e de osso – Cuidados pré e pós-operatórios

É fundamental saber que certas coisas devem ser realizadas antes e depois do enxerto. É muito importante informar-se com o médico acerca dos cuidados necessário.

Cuidados pré-operatórios do enxerto de pele e de osso

Quanto ao enxerto de pele, é fundamental que o doente permaneça em jejum por um período de 12 horas, realize o eletrocardiograma, exames ao sangue, o raio-x, não fumar e não ingerir álcool durante 30 dias antes da operação e tentar evitar ao máximo o esforço físico.

 No caso do enxerto ósseo, é necessário que o doente fique em jejum durante 12 horas, realize exame ao sangue, raio-x, não usufrua de substancias alcoólicas 60 dias antes do enxerto, é obrigatório recorrer a utilização continua e pontual de remédios prescritos e não fumar durante 60 dias.

Cuidados pós-operatórios do enxerto de pele e de osso

enxerto cuidados antes e depois da operação

Depois de uma operação o mais importante é o descanso do paciente. Tenha muita atenção ao relaxamento e ao seu estado físico e psicologia nesta altura.

Veja os cuidados necessários depois do enxerto de pele e de osso:

  • Deve sempre tomar os remédios inscritos pelo doutor;
  • Possuir um cuidado especial na parte operada, desse modo vai contribuir para uma cicatrização mais rápida.
  • Sempre trocar os pensos quando o médico solicitar, com isto vai ter uma menor probabilidade de ganhar uma infeção;
  • A área que ficou sujeita a operação deve permanecer sem movimentos, consequentemente os tecidos irão afixar-se acertadamente na pele;
  • Não consumir substancias alcoólicas nem fumar durante 60 dias.

Veja como é feito o enxerto de pele

Veja também:

Veja como é feito o enxerto de osso

O valor a dispensar pelo enxerto de pele e de osso altera-se de acordo com a gravidade do problema e do local onde será realizada a cirurgia. Encontre uma clinica ou hospital com alto nível de pratica neste setor da medicina.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.